O que fazer quando as moscas vivem na sua casa sem pagar renda?

As moscas podem entrar na sua casa através de buracos nas janelas, portas e aberturas, bem como viajar nas frutas e vegetais que traz para casa. Se adicionarmos à equação a falta de limpeza, como lixo, pratos sujos ou restos de comida, criamos um ambiente favorável para as moscas e larvas viverem.

O QUE FAZER QUANDO AS MOSCAS VIVEM NA SUA CASA SEM PAGAR RENDA?

 

DESCUBRA OS PRINCIPAIS MOTIVOS E AJA IMEDIATAMENTE!

É nojento encontrar um enxame de moscas no seu apartamento. Para além de serem irritantes pelo som e aparência, as moscas podem também ser portadoras de muitas doenças, como cólera, difteria ou disenteria. Para se livrar destes visitantes irritantes de forma eficaz, deve descobrir como eles entram nos seus espaços e porque ocupam a sua casa. Esta é a única maneira de evitar estes inquilinos arrogantes.

 

FORMAS DE ENTRAR

A primeira forma que as moscas têm para entrar na sua casa é através de orifícios nas janelas, portas ou aberturas. Além disto, as moscas são rápidas o suficiente para passar por uma janela aberta antes que tenhamos tempo de a fechar.

 

A segunda maneira que elas têm de invadir a sua casa é viajando nas frutas e vegetais, que podem carregar ovos de moscas. Assim, antes que se aperceba, estes inquilinos vão aparecer e começar o processo de criação. Como resultado, o número aumentará de acordo com as leis da progressão geométrica. Os ovos podem também chegar em flores, e passar de um belo presente a um problema.

 

Por vezes, alguns parasitas sonolentos aparecem durante o inverno. Isto acontece se o apartamento estiver muito quente. Geralmente, as pessoas que vivem em andares baixos sofrem mais com as moscas. A proximidade a esgotos ou locais húmidos e sujos cria também um ambiente propício à criação de moscas. Os proprietários de casas também sofrem muito com esses pequenos parasitas pois os insetos vivem livremente no campo. Outros elementos que favorecem o desenvolvimento das moscas são fossas sépticas, pilhas de compostagem para fertilizantes de plantas ou casas de banho externas/portáteis. O maior problema de conviver com estes insetos é que eles não saem de casa, mesmo que queiram – isso deve-se à estrutura dos seus olhos: as moscas não conseguem distinguir bem as barreiras e torna-se difícil para elas escaparem.

 

FATORES DE ATRAÇÃO

Se existem mais motivos para o aparecimento de moscas em casa? A resposta está na capacidade de serem atraídos pelo cheiro de lixo. A conclusão é clara: a falta de limpeza numa casa é um convite para estes visitantes. O prémio de lugar mais atraente da casa vai para a cozinha. Ali os insetos movem-se com facilidade porque está cheia de lixo contendo resíduos em decomposição, pratos sujos, restos de comida, migalhas de pão, tigela dos animais – tudo isso contribui para a atração de pragas. Estes locais criam um ambiente favorável para a subsistência dos vermes. Outros locais que também os podem atrair são aqueles com alto índice de humidade, como a casa de banho ou as garagens.

 

Uma casa limpa reduz o risco de entrada e desenvolvimento destes inquilinos desagradáveis. Mantenha-os limpos! E se encontrar moscas na sua cozinha, não hesite em usar soluções profissionais como o Dum Dum Moscas e Mosquitos, e não se esqueça de seguir as instruções da embalagem!

Também lhe poderá interessar

  • Como se pode proteger das picadas de mosquitos e, em consequência, de doenças graves
    Artigos
    Como se pode proteger das picadas de mosquitos e, em consequência, de doenças graves
  • Factos sobre as doenças transmitidas pelos mosquitos (Parte 2)
    Artigos
    Factos sobre as doenças transmitidas pelos mosquitos (Parte 2)
  • 28 factos sobre os mosquitos
    Artigos
    28 factos sobre os mosquitos
  • Como se pode proteger das picadas de mosquitos e, em consequência, de doenças graves
    Artigos
    Como se pode proteger das picadas de mosquitos e, em consequência, de doenças graves
  • Factos sobre as doenças transmitidas pelos mosquitos (Parte 2)
    Artigos
    Factos sobre as doenças transmitidas pelos mosquitos (Parte 2)